Educação Integral

O Que É A Educação Integral E Quais As Diferenças Entre Tempo E Educação Integral

As questões sobre o que é educação integral e quais as diferenças entre tempo e educação integral podem parecer bastante simples de responder, mas na verdade uma confusão que muitas pessoas fazem é pensar que a educação integral necessariamente é a de tempo integral.

Para poder pensar os benefícios de uma e outra forma tanto a educação integral quanto a educação em tempo integral na educação de crianças e adolescentes que preparamos este texto.

O que significa a educação em tempo integral é mais fácil de responder, ela é aquela em que a criança ou adolescente ou mesmo os jovens e adultos que já estão na universidade estudam pelo menos dois períodos.

Estes períodos normalmente são manhã e tarde, digo normalmente, porque alguns cursos de graduação têm aulas pela manhã e noite ou tarde e noite e podemos dizer que se caracterizam como educação em tempo integral.

Com o objetivo de desemaranhar a confusão neste texto você vai poder ler:

  • O que caracteriza a educação integral?
  • Sugestões de atividades para o desenvolvimento de uma educação integral.
  • Porque o tempo integral pode não possibilitar uma educação integral?
  • Práticas para o tempo integral na educação integral.

Vamos à leitura!

O Que Caracteriza A Educação Integral?

educação integral tem como conceito a pessoa como sujeito integral e pensa a educação em todos os aspectos desta pessoa, por isto não necessariamente ela abrange tempo integral.

O que a educação integral precisa para ser integral é poder possibilitar que a criança ou adolescente tenha práticas com:

  • A cidadania, direitos e deveres;
  • Aspectos do mundo do trabalho;
  • Funcionamento social, econômico, político da própria vida e da sociedade;
  • Desenvolvimento físico, psicomotor e mental.

Obviamente que cada um destes aspectos tem uma metodologia para cada faixa etária e nível de desenvolvimento das crianças ou adolescentes, para atingir seus objetivos estes aspectos são praticamente inesgotáveis e os que expusemos acima são exemplos, já que em nossa integralidade somos praticamente infinitos.

Dica: Faça sua graduação na Estácio. Conheça agora os cursos https://matriculas.estacio.br!

Sugestões de atividades para o desenvolvimento de uma educação integral

Também como exemplo de como estas práticas apresentadas anteriormente podem contribuir para o desenvolvimento do sujeito através da educação integral listamos algumas atividades que podem ser desenvolvidas.

Estas atividades também são praticamente inesgotáveis, mas algumas que não deveriam faltar em um currículo da educação integral são:

  • educação física (desde esportes, até práticas saudáveis para o corpo);
  • educação artística (também desde práticas das diferentes artes até a análise e crítica de diferentes correntes artísticas);
  • educação financeira (nos aspectos da vida cotidiana e pode se estender ao funcionamento da economia);
  • educação para o trabalho (abrangendo modelos de contratação, as tendências do mercado e o empreendedorismo);
  • informática (tanto no uso das novas tecnologias, quanto na acessibilidade digital);
  • educação sexual e outros aspectos relacionados com a saúde;
  • direitos e deveres dos cidadãos (podendo incluir principalmente o ECA (Estatuto da Criança de do Adolescente) e a Carta de Direitos Humanos).

Ressalto novamente que esta lista é praticamente inesgotável e que vai caber ao educador entender o contexto em que as crianças e adolescentes estão inseridos possibilitando elaborar um plano de ação curricular que faça sentido a eles, este também é um dos fundamentos da educação integral.

Sobre a inserção da educação financeira na educação formal, preparamos um texto exclusivo sobre isto que você pode acessar aqui.

E também deixo um texto do Instituto Ayrton Senna que tem debatido de forma muito ampla o conceito de educação integral e neste texto nos deixa bastante clara a diferença da educação que era pensada antes e da educação integral.

Educação Integral

Porque O Tempo Integral Pode Não Possibilitar Uma Educação Integral?

Claro que para facilitar a inserção de todas as atividades que objetivam a educação integral o tempo integral pode ajudar, já que são muitos os aspectos a serem desenvolvidos.

Mas o contrário não necessariamente acontece, muitas vezes escolas e centros de educação infantil utilizam o tempo integral como forma de recreação, e isto não significa que a recreação não seja importante, mas ela não é a única vertente que necessita ser trabalhada na educação integral.

Algumas escolas, ainda utilizam este tempo integral somente para que pais e mães possam trabalhar não aproveitando o tempo integral para o desenvolvimento integral da criança ou do adolescente.

Práticas Para O Tempo Integral Na Educação Integral

Educação Integral

As práticas para o bom aproveitamento do tempo integral envolvem muito planejamento, porque o tempo integral pode tornar-se esgotante para a criança ou para o adolescente e a educação integral não ter efeitos.

Para isto, sugerimos que as práticas estejam divididas em turnos e dias abrangendo:

  • Recreação;
  • Atividade curricular obrigatória (as disciplinas que há em qualquer escola);
  • As atividades de desenvolvimento integral e;
  • As atividades de recreação.

Com estas dicas esperamos ter elucidado algumas questões básicas sobre a educação integral e que pais e educadores possam fazer suas escolhas com mais propriedade.